sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

O CARDEAL ARCOVERDE ERA IRMÃO DO DOUTOR CAVALCANTI


Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti,  o Cardeal Arcoverde (1850-1930), foi o primeiro Cardeal latino-americano, nomeado por Pio X em 1905.

Era irmão do médico Francisco de Albuquerque Cavalcanti, o Dr. Cavalcanti (1856-1937), que foi prefeito de nossa cidade.


Os irmãos descendiam da família Cavalcanti, de Florença (Itália) e de Jerônimo de Albuquerque, um dos primeiros povoadores de Pernambuco, que se unira à filha do cacique Arcoverde, da tribo dos Tabajaras.


No dia 14 de outubro de 1910 a imprensa noticiava que o Cardeal veio à nossa cidade, em visita a seu irmão, que era pai do engenheiro Leonardo Cavalcanti, cuja morte trágica relatamos em outro post. Há registro de outra visita, desta vez em 20 de maio de 1918 - o Cardeal veio a São Paulo e aproveitou para vir à nossa cidade; voltou ao Rio de Janeiro pelo trem "nocturno".

O Cardeal tinha a saúde muito frágil, tendo ficado muitos anos afastado de suas funções por esse motivo. Quando morreu, na Sexta-feira Santa de 1930, era ainda o único cardeal da igreja latino-americana, e enchia a imprensa brasileira de esperanças no sentido de que dentro dos próximos cinquenta anos o país, maior nação católica fora da Europa, fizesse um Papa, o que até hoje não aconteceu - essa esperança era manifestada pela revista O Cruzeiro em sua edição de 26 de abril de 1930. 


Recebeu as honras fúnebres que o cerimonial de governo reservava aos vice-presidentes da república, acompanhando o próprio presidente Washington Luís as homenagens póstumas. Seu caixão, transportado em carro fúnebre puxado por sacerdotes, percorreu as ruas do Rio de Janeiro tendo à frente do cortejo o arcebispo D. Sebastião Leme,  que em após alguns meses viria a ser nomeado Cardeal pelo Papa Pio XI - foi o segundo cardeal brasileiro.

Com a presença do corpo diplomático, autoridades, e inúmeros bispos do país, o Cardeal Arcoverde foi sepultado na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, hoje chamada Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em função da construção da nova catedral nos anos 1970.

Nenhum comentário:

Postar um comentário